Um blog pra chamar de seu: como escolher a melhor plataforma de blog?

Você está pensando em escolher a melhor plataforma de blog para começar o seu? Uma dica para a sua decisão!

Eu uso e A-M-O a plataforma WordPress em servidor próprio. Estou nessa desde 2006, após anos e anos de internet. Meu primeiro site foi no finado “Geocities” (1995), depois eu comecei a fuçar um pouco com html criando em Netscape Composer ou Microsoft Front Page(1998) (eu sei, eu sei, WYSIWYG, me processe). No ano 2000 eu migrei pra uma plataforma chamada ( (?) não tenho certeza mais como escreve!) Grey Matter, que criava páginas em html, mas já com arquivos e outros links internos automatizados – o que salvava muuuito tempo na organização das informações. Em 2006 conheci o WordPress, me apaixonei e nunca mais larguei. 😉

Admito que não, não sou totalmente fiel. Já flertei com o Joomla! e o Drupal, mas nunca me senti tão confortável com essas ferramentas. Reconheço que o Joomla! sempre foi muito mais uma ferramenta de CMS do que de Blog, mas eu uso o WordPress até mesmo como CMS e ele tem aumentado suas funcionalidades de acordo com as minhas necessidades e eu não me vejo migrando meus sites para nenhuma outra plataforma.

Mas e aí? Vale a pena começar a blogar já com despesas de hospedagem e layout e ainda ter que se preocupar com toda a manutenção que um site com hospedagem própria traz? Sinceramente, eu acho que não!

Tirando casos em que o blog é sua empresa, para um blog no estilo “querido diário”, eu não vejo a necessidade de começar com o pacote completo. Eu investiria apenas em um domínio e um blog no Blogger.

Aí você pensa: “Como assim? Você não ama o WordPress?“. Amo, mas acho a plataforma WordPress.com muito cheia de limitações. Eles cobram pra você ter seu próprio domínio. Aí eles cobram se você quiser fazer um layout personalizado e cobram de novo se você quiser monetizar o site. Pôxa, os cliques já pagam uma miséria, e eles querem cobrar pra você instalar uns scripts? E o pior, nem todo script vai funcionar. #nãocurti

No Blogger você é bem livre para editar o hmtl do layout, instalar scripts (a maioria funciona) e monetizar o seu site. Afinal, a plataforma é do Google e eles querem mais é estar em todos os lugares via AdSense. E eles ganham BEM mais que você nos anúncios que aparecem no seu site.

Claro que nem tudo são flores. Organizar os posts em categorias não é tão fácil e algumas ferramentas que automatizam slides ou dão suporte ao SEO fazem falta. No WordPress na sua própria hospedagem, você pode instalar plugins para todo tipo de necessidade : agenda de eventos, lista de receitas, classificados… E esses mesmos plugins ajudam você a não “ficar com as mãos sujas”, se não quiser mexer nos códigos do seu template.

Uma migração do Blogger para o WordPress na sua própria hospedagem é sempre possível, se você sentir que o blog cresceu e precisa se profissionalizar. A mensagem é: falta de dinheiro para investir não é desculpa para não ter um blog! Dá pra começar muito bem pelo Blogger, com o custo mínimo de 30 reais/ano pelo domínio.

Clique aqui e saiba como registrar o seu domínio .com.br!